terça-feira, 2 de setembro de 2008

PARA PENSAR NO TRABALHO COM AS TURMAS DE BERÇÁRIO:


"Até aqui, nossa prática tem sido marcada por crenças (ou descrenças) bastante limitadoras inspirando uma atuação nos moldes médicos e familiares e amparada numa noção de cuidado bastante pobre e restritiva que se coloca muito mais a serviço do automatismos e dacomodidade dos adultos do que das reais necessidades das crianças." (BORGES, LARA, p. 87)


BORGES, Maria Fernanda Silveira Tognozzi; LARA, Maria Lúcia Martins Pinto. Descobrindo bebês - implicações do trabalho com crianças de 0 ma 1 ano. In: SOUZA, Regina Célia de, BORGES, Maria Fernanda Silveira Tognozzi (orgs). A práxis na formação de educadores infantis. Rio de JAneiro: DP&A, 2002, p. 85-103.

2 comentários:

Simone disse...

Olá Marisete!!!
Primeiramente parabéns belas belas produções publicadas. Aproveitamos para divulgar nosso blog a aguardamos sua visita.
Um grande abraço
NAEI
smeenaei.blogspot.com

Juliana disse...

Oi profe!
Aqui é a Jú estive aí semana passada com vocês. Adorei o blog. E muito obrigada pela acolhida! Beijos Juliana